PREFEITURA DE ELESBÃO VELOSO - PIAUÍ


Notícias

    SECRETARIA DE SAÚDE REALIZA PRIMEIRA CAPACITAÇÃO PARA IMPLANTAÇÃO DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL - CAPS

    12/04/2017

    Sábado último, dia 08 de abril, a Secretaria Municipal de Saúde realizou no auditório da Prefeitura Municipal, uma capacitação direcionada aos profissionais que atuarão no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Elesbão Veloso e profissionais da Atenção Básica do município e municípios consorciados - Francinópolis e Barra D'Alcântara. O evento contou com a presença de diversos profissionais da saúde, CRAS, CREAS e autoridades locais (Jorge Luis Lopes Cavalcante - secretário de Administração, Maria Augusta Macedo - Secretária Municipal de Saúde, Francisco das Chagas Santos de Paulo - Barra DÁlcantara e Dulce Hormínia Mendes Martins Nogueira de Francinópolis, Geny Broca Coordenador do CAPS local, Vandelice Lima Verde coordenadora do SAMU, William Moreira coordenador da Atenção Básica e Fernando Moura representando a Câmara de Vereadores.
    A capacitação foi conduzida pela Enf. Lara Emanuele, referência em Saúde Mental e membro da equipe técnica da área da Secretaria Estadual de Saúde - SESAPI. A alusiva enfermeira enfatizou sobre os principais objetivos do CAPS além de mostrar o novo modelo de Atenção Psicossocial que é baseado na construção da autonomia e reinserção social dos usuários por meio do trabalho, lazer, exercício dos direitos e deveres civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários, sendo assim, substitutivos das internações psiquiátricas. Também foi explanado que é preciso adotar métodos terapêuticos que envolvam a inserção do portador de distúrbio mental na sociedade, através de ações conjuntas com outros órgãos, além de oferecer suporte e orientações aos familiares carentes sobre eventuais benefícios em caso de vulnerabilidade socieconômica.
    Enfatizou-se categoticamente da necessidade da ajuda de todos os profissionais, em especial dos Agentes Comunitários de Saúde, para que se possa efetuar uma estratégia de mapeamento sobre os indivíduos com transtornos mentais no município, além da elaboração de planejamentos adaptados para determinada área, em virtude de particularidades na localização, condições sociais, culturais e econômicas.